Postagens populares

sábado, 9 de agosto de 2008

Cobertura das Olimpíadas é show de ideologia e sarcasmo na Globo

Dois pesos e infinitas medidas para a injustiça...
Mas não nos esqueçamos das potencialidades humanas, que a abertura das Olimpíadas sinaliza

Infelizmente não pude assistir à abertura das Olimpíadas de Beijing (China 2008) porque estava lecionando no período da manhã (6h50min às 10h50min). Mas no início da tarde, com a chegada dos alunos do segundo período (10h55min às 2h55min.), pude saber os primeiros detalhes do espetáculo que os chineses deram.
Também nesse ponto é muito salutar conversar com os alunos, porque eles absorvem tudo o que ouvem e reproduzem sem saber que por trás daquela fala tão inocente estão carregadas tantas intenções mercantis.
Uma aluna da 7ª série chegou contando sobre a beleza da abertura com a marcação dos números em contagem regressiva e da história das invenções que a China compartilhou com o mundo; da pólvora - utilizada para os fogos de artifício, que se mantiveram durante toda abertura - ao papel. E de repente fez um comentário: "Mas os chineses não contaram sobre as guerras que participaram nem falaram sobre o Tibet nem mostraram o terror do "comunismo". Bom... eu não fiquei tão impressionada. Afinal, eu conheço a aluna há dois e acredito poder afirmar que até aquele momento o Tibet não fazia nenhum sentido na vida daquela garota nem as outras afirmações que ela tão prontamente reverberou.
Então, perguntei a ela: "Este seu comentário não é uma observação sua, é? Você ouviu isso na TV, não foi? " Ela respondeu afirmativamente. E eu continuei: "Vamos ver se eu adivinho onde foi que você ouviu! Foi na Globo e foi o Galvão Bueno quem disse isso". Ela disse: "Como você sabe, professora?". Algumas coisas podemos deduzir. Não estava assistindo, mas tinha uma certeza: Se alguma emissora poderia transmitir à abertura, esta emissora, sem dúvida, era a TV Globo. Como a maior parte das pessoas sintoniza a TV dos Marinhos automaticamente não tive muita chance de errar, mas quem poderia realizar a abertura. A figura pública que cobre os esportes. O Sr. Galvão Bueno, "o ás da análise histórica oficialíssima".
Ao longo do dia, ainda sem assistir à TV, fui ouvindo as pérolas deste senhor, contadas por outras pessoas que encontrava. Mas, antes, ainda quando estava na sala de aula, com a aluna da 7ª série, não pude deixar barato o comentário enigmático de Bueno, que de bueno não tem nada. Disse à aluna que nunca havia sabido de uma abertura de Olimpíada que mostrasse cenas de horror, morte e injustiça humanas. Disse que, pelo menos, em princípio, as Olimpíadas são um momento de paz entre os cinco continentes representandos na comunhão dos círculos. (Até a começar a aparecerem os dopings, mais um produto do capitalismo)
Aí perguntei a ela: Mas o Galvão Bueno não disse nada para o George Bush (Estados Unidos) e Gordon Brown (1º Ministro da Inglaterra) saírem do Afeganistão e do Iraque e seus solados pararem de matar civis e estuprar as mulheres? O Galvão Bueno não disse para o Bush liberar os presos de Guantânamo (Cuba)? O Galvão Bueno não disse para o Lula retirar as tropas brasileiras do Haiti onde os soldados matam outros civis, treinando para o que vão fazer nas favelas cariocas, conforme disse um dos homens da Minustah ("Força de Paz" da ONU chefiada pelo Brasil no Haiti)?

O Galvão Bueno quer a autonomia e soberania do Tibet. Nós também queremos. O Galvão Bueno reproduz apenas o que os Estados Unidos querem. Aí a democracia mostra sua face. Fale quem pode, escutamos nós que nem queremos. Essa é a democracia da elite.
A narração de Galvão Bueno é um exemplo prático da ideologia, o falseamento da realidade pela classe dominante. Galvão Bueno é um marionete improvisado na mão do grande capital.
Lembrei de perguntar para as outras pessoas que encontrei se o Bueno comentou o índice de alfabetização. Não, mas a Sônia Bridi o fez. Segundo informações que obtive, na China, o índice de crianças alfabetizadas chega a 98%.
A China tem muitos problemas. A começar pela superexploração capitalista dos trabalhadores, que sempre tenho comentado em sala de aula. Mas sobre isso o Galvão Bueno não emitiu nenhuma opinião. Tem a falta de liberdade de expressão? Tem. Mas não nos esqueçamos, que aqui, onde dizem reinar a liberdade democrática, os professores estaduais (Apeoesp) quando fazem manifestação são sempre escoltados por simpáticos militares a cavalos e a entidade foi multada umas tantas vezes porque a Justiça diz que não pode fazer passeata na Avenida Paulista. A nossa democracia não é impressionante? É verdade, a China tem ainda menos.
E os Estados Unidos que enfiaram um Presidente goela abaixo? Ou alguém esqueceu que a primeira eleição de George Bush foi um escândalo em relação à contagem de votos, recontagem, recontagem, paralisia, anúncio do vencedor Al Gore e, depois, do novo vencedor George Bush. Por favor, ...Escrevamos para perpetuar a chama da memória. A memória é revolucionária também.
Em tempo: Comunismo nunca existiu. Pressupõe, como mínimo, o fim do Estado, forma de opressão da classe dominante que se desenvolve no processo de constituição das classe socias, no início da Humanidade. O fim das fronteiras nacionais e a identificação do ser humano com o mundo e não com a pequena localidade onde nasceu. O fim absoluto da Propriedade privada, ou seja, todos tendo direito a tudo que a Humanidade cria. O controle da vida coletiva e individual nas mãos das próprias pessoas sem choque entre as duas esferas. O desenvolvimento de todas as potencialidade humanas.

Até mais
Gislene Bosnich

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Contra a barbárie

Público-alvo: adolescentes
Motivar, impulsionar, levar à reflexão, levar à transformação consciente, coletivo sem anular o indivíduo.
O blog está disposto da seguinte maneira. Na coluna à esquerda estão disponíveis textos gerais, alinhados por série.
Também há slides de fotos de espaços culturais registradas por mim e sites sobre educação e saúde.
Já na coluna central estão as postagens. Postagens são mensagens que escrevo e envio sobre algum assunto atual e não necessariamente relacionado ao que estamos estudando. Todas as postagens podem ser comentadas, basta clicar em comentários. Aí você escreve sua opinião.
As postagens antigas estão alinhadas na coluna da esquerda. Por exemplo, o blog começou dia 30 de abril de 2008. Basta ir até arquivo do blog e procurar o mês e a data.
Voltando... na coluna central também há vários links que informam sobre possibilidade de consulta para estudo. São sites idôneos de entidades, em geral, públicas ou reconhecidas pela seriedade. Também há outro conjunto de links que agrupam espaço culturais.
Para os professores, o site dispõe de um link (sala dos professores) com textos sobre educação veiculados na mídia eletrônica, e também um canal de contato; o e-mail: contraabarbarie@gmail.com

Gislene Bosnich

Joe Sacco: o quadrinista com veia de historiador

(Restrito aos estudantes da EMEF Jackson de Figueiredo. Qual a programação de TV a que você assiste? (clique em apenas uma alternativa)

Simpsons - Bart e o Transtorno do Déficit de Atenção

Enquanto é possível... aproveite a vida.

A verdadeira história da bulímina e da anorexia

Gruipe Suína - Animação instrutiva

Melhores imagens (Destinado aos alunos)

Se você gosta de fotografar a cidade de São Paulo, envie sua foto para contraabarbarie@gmail.com ; ela pode figurar no blog.
Não valem imagens de pessoas com close no rosto. Mas se for multidão, tudo bem. A idéia é divulgar a cidade e uma forma diferenciada de enxergá-la. Procure inovar os ângulos de ver São Paulo.
Participe!
Gislene Bosnich

Concurso para os alunos

Concurso para os alunos
Qual o nome desta famosa praça? E qual famoso episódio teve início nela? (envie um e-mail contendo a resposta para contraabarbarie@blogspot.com)

Classe Média - Max Gonzaga e Banda Marginal (Leia postagem do dia 20 de julho)

Loading...

Seguidores

O Analfabeto Político - Bertolt Brecht

O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que da sua ignorância política nasce a prostituta, a criança abandonado, e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, o corrupto e lacaio dos exploradores do povo.
Nada é impossível de Mudar. Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E examinai, sobretudo, o que parece habitual. Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar.
Privatizado. Privatizaram sua vida, seu trabalho, sua hora de amar e seu direito de pensar. É da empresa privada o seu passo em frente, seu pão e seu salário. E agora não contente querem privatizar o conhecimento, a sabedoria, o pensamento, que só à humanidade pertence.

Uma chance à Humanidade

Ser trabalhador nunca foi fácil. Ser mulher trabalhadora então ainda é mais complicado.
Este blog é uma maneira de não desistir de procurar formar trabalhadores críticos e que vão buscar transformar este mundo numa sociedade sem classes, sem exploração em que cada ser humano possa desempenhar o que desejar sem que isso signifique um crime.
Gislene Bosnich

Visitante